ForumAJSP

Por favor Entre ou registe-se.

Entrar com nome de utilizador, password e duração da sessão
Pesquisa avançada  

Notícias:

SMF - Just Installed!

Páginas: 1 ... 8 9 [10]
 91 
 em: 28 Maio 2014 08:09:44 am 
Iniciado por FMartins - Última mensagem por JEspecial
Só tenho pena que estes jogos  só sejam anunciados para "os do custume".

 92 
 em: 27 Maio 2014 11:09:56 am 
Iniciado por Tempos Medievais - Última mensagem por Tempos Medievais
No dia 31 de Maio termina a campanha de Correio Registado por apenas 2,49€.

Depois dessa data, a opção Correio Registado irá sofrer uma actualização.

Obrigado
Rui
www.temposmedievais.com

 93 
 em: 27 Maio 2014 11:06:39 am 
Iniciado por FMartins - Última mensagem por Tempos Medievais
É sempre um gosto ver as mesas para Force on Force ...

Gosto da narrativa mas o homem com a rpg de camisa com smile é priceless

Tenho de enviar um report para esse cenário mas munido de guarda costas, tipo black water ...  8)

Abraço
Rui

 94 
 em: 27 Maio 2014 08:33:52 am 
Iniciado por FMartins - Última mensagem por PMorais
Muito bom!
O cenário está espectacular e a narrativa não lhe fica trás.  ;D

 95 
 em: 26 Maio 2014 08:44:21 pm 
Iniciado por FMartins - Última mensagem por FMartins
Numa reportagem inédita para a ITN, a nossa correspondente na República Democrática do Congo, Márcia Henriques, deslocou-se à zona de Kivu, no Leste do país, onde acompanhou um grupo dos rebeldes Hutus das Forças Democráticas de Libertação do Ruanda.



- Márcia, como é que descreves a situação no terreno?
- Zé, como podes ver, encontramo-nos numa aldeia na zona de Kivu para onde se dirigiu este grupo da FDLR. Vou agora dirigir-me a um dos líderes deste movimento, o comandante Caveirinha, para lhe perguntar o que estamos aqui a fazer.

- Bom dia, Márcia Henriques da ITN, posso falar consigo?
- Bons dia. É prôs têlêvisão?
- É sim. Os senhores vieram a esta aldeia… existe alguma razão para estarmos aqui?
- É, é sim. Á cámara está á gravar os nós?
- Sim, está. Mas posso saber se…
- Aqui nos África tá-se bêêêm, né? Iô! Nós tâmo aqui prá defendê o povo, pá. E aqui nos aldêa está uma dama braaanca, e nós Hutu gosta dos dama braaanca, eheheh! À gente qué ficá com os dama branca por causa dos ONU, áqueles com capacete azul, e por causa dos gente do Kabila, qui são maus, muito maaaaus. Á gente não gosta dos gente do Kabila. E à gente não gosta dos gente dos ONU. Mas à gente gosta dos daaaama!

- José, interrompo esta entrevista porque parece que estamos a ser alvo de uma ofensiva por parte… espera… o camaraman está a tentar aproximar-se, não sei se consegues ver alguma coisa, Zé…
- Consigo, Márcia. Estamos a ver claramente que estão a aproximar-se forças governamentais e um grupo que parece ser constituído por mercenários.
- Exactamente! Aliás, parece que estamos a ser atacados por dois lados, do Sul por tropas do governo e do Oeste por forças governamentais e mercenários, apoiados por um technical, daqueles carros com metralhadoras em cima.





- Agora os combates desenvolvem-se junto a uma das casas, parece que os rebeldes estão a resistir… está aqui uma senhora numa cabana, indiferente aos combates e prestes a dar à luz… dois dos mercenários estão a fugir debaixo de fogo, parece que estão feridos, sim, confirma-se estão mesmo feridos… mas espera… as tropas congolesas estão agora a cercar uma das casas e está-se a gerar um forte tiroteio…








- Márcia, desculpa interromper-te mas o nosso consultor, Nuno Bruteiro, acabou de nos dizer que nessa aldeia está uma médica norte-americana de uma equipa da AMI, Mary Ann Sue, filha de um rico milionário texano… e pelo que consta em sites da especialidade, ele contratou private military contractors, mercenários, da Black Adler Inc. Estamos, portanto perante uma verdadeira batalha africana, com rebeldes, forças governamentais e mercenários. ISTO É EXTRAORDINÁRIO, CAROS TELESPECTADORES! Não se via nada assim desde os tempos da secessão do Katanga, dos tempos do Mike Hoare e do Bob Denard!

- Zé, o grupo do comandante Caveirinha, o homem que entrevistei ainda há pouco, acaba de entrar em acção. Os mercenários respondem com uma metralhadora pesada em cima de um jipe mas os rebeldes continuam a resistir… Zé, acabo de receber a notícia: O COMANDANTE CAVEIRINHA ACABOU DE MORRER, repito, O COMANDANTE CAVEIRINHA ACABOU DE MORRER! É um duro golpe para os rebeldes da FDLR. Mas parece que os mercenários também já tiveram a sua conta, pois aparentemente travaram a sua progressão. Não sei se será táctica ou se se trata de falta de coragem, mas as coisas estão pretas para estes mercenários.
- Pretas não, Márcia, africanas.
- Hã? Desculpa. Não percebi o que diss…
- Esquece. Márcia aqui em Portugal estamos interessados em saber como é que os civis dessa aldeia encaram estes confrontos. Já que estás aí, poderias entrevistar algum dos “locais”?

- Vou tentar entrevistar alguns civis, para saber a sua opinião. Está aqui uma senhora numa cubata… mas não, ela está prestes a dar à luz, tal como a outra de há bocado… vou aproximar-me de uma civil aqui no terreiro da aldeia.
- Bom dia, sou a Márcia Henriques, da ITN. A senhora está no meio deste tiroteio? O que é que acha desta situação?
- Baaaa!
- Estou a ver. A senhora era apoiante do comandante Caveirinha, ou dá preferência a Kabila?
- Baaaa!
- Então, para si, é-lhe indiferente quem ganhe ou quem perca? Mas não acha que ter balas a passar por cima da sua cabeça é algo stressante?
- Baaaa!
- Bom, parece que esta senhora só fala o dialecto local, vou tentar apanhar mais imagens dos confrontos aqui nesta aldeia.



- Estamos agora a mostrar imagens das forças governamentais vindas do Sul, que estão agora a avançar ao longo da estrada… e um camião com um ZPU acabou de aparecer lá ao fundo.





… Espera… Zé, acabei de ouvir um dos rebeldes dizer que o Comandante Caveirinha está a comandar mais um grupo de rebeldes! Caveirinha não morreu, repito, Caveirinha não morreu! E …CUIDADO!



- Márcia, passou-se alguma coisa? Deixamos de ver imagens…
- Não, Zé, está tudo bem, um RPG foi disparado pela equipa do comandante Caveirinha, escondida na loja de um libanês, Abdul Abdallah Bin Abdallah, situada mesmo ao lado do edifício da Gendarmerie.
- Estamos, portanto, a assistir a uma troca de tiros de armas pesadas?
- Sim e não, Zé. Os RPG da FDLR são antigos e enferrujados, e as granadas, como se diz na gíria militar, estão chochas… Espera! As armas pesadas do exército preparam-se para disparar…



 Ra-ta-ta! Bum! Bum! Bum! Ra-ta-ta! Bum! Bum! Bum!

- Zé, o barulho é ensurdecedor! Até os macacos caem das árvores! A loja do sr. Abdul está a ficar como um queijo suíço… espera, acabei agora de saber… O COMANDANTE CAVEIRINHA ACABOU DE MORRER, repito, O COMANDANTE CAVEIRINHA ACABOU DE MORRER! É um duro golpe para os homens da FDLR.
- Então, Márcia, podemos dizer que os rebeldes estão a prestes a ser derrotados?
- É difícil de dizer, Zé. Os homens são muitos duros e continuam a resistir. Vou tentar obter uma nova entrevista…

- Bom dia, sou a Márcia Henriques, da ITN… mas… COMANDANTE CAVEIRINHA??? O senhor nunca mais morre?!?!
- Éu, esmorré??? Tá dóida! Éu nuns morre, pá!!!
- É notável! O senhor tem uma capacidade de resistência acima do normal! Como é tem enfrentado as forças atacantes?
- É pá, isto tá difííícil, tá mali, mali, mali! São muitos, pá! Vem uns di lá, outro dali, dipois tens os brânco, que são moli mas têm muitas arma, e dipois os tipo dos Kabila tem uns canhão qui distroi tudo, tudiiinho. Deixou os loja dos árabe tudo québrado, matou os galinha, matou os mandioca e os feijão, mata tudo, pá!
- Mas vocês têm usado os vossos RPG. Porque é que não conseguiram destruir os veículos inimigos?
- Os qué???
- Os vei… os carros.
- Ah, os carro! Pois. Os RPG também foram vendido a nós pelos árabe. Foi barato. Mas não faz nada, né! Ah, mas á gente gosta dos RPG, fica bê ná foto, com á gente com os óculuscuro espelh… espalh.. com espelho nos vidro dos óculo! Fica bonito!
- Sr. Caveirinha, parece que as coisas estão a aquecer por aqui, uma das cubatas já está a arder e tudo por isso vou ali para o pé da missão e desejo-lhe as maiores felicidades.
- Brigado!



- Zé, estamos agora a ir para o pé da missão, acabo de passar por uma senhora numa cabana que está prestes a dar à luz…o tiroteio continua intenso e as forças governamentais continuam a disparar furiosamente sobre os homens da FDLR… mas atenção, estou agora a ouvir… confirma-se… atenção Zé, O COMANDANTE CAVEIRINHA ACABOU DE MORRER, repito, O COMANDANTE CAVEIRINHA ACABOU DE MORRER! É um duro golpe...
- Desculpa lá, Márcia, mas não achas que já te calavas com essa história? Toda a gente já percebeu que o Caveirinha É IMORTAL!
- Eeeh, peço desculpa, Zé, prometo que não volta a acontecer. Olha, estão a chegar aqui à missão os homens da equipa do comandante Caveirinha o qual NÃO ESTÁ COM ELES! Parece que vais ter de engolir as tuas próprias palavras, Zé. Vou aproximar-me deste grupo:
- Bom dia, sou Márcia Henriques da ITN. O vosso comandante parece não estar convosco, passou-se algo com ele?
- Com os comandante? Nããão! Estávamo nos cubata e os kabilas comêçaram à dispará. O chefe tinha uma colecção di garrafa di cervêja e ficou tudo partido, a cervêja no meio do chão do cubata, uma pena, té dava dó.
- Os chefe ficou à chorá! Ficou di joêlho no chão
- O vosso chefe foi atingido?
- Não! Os chefe ficou di joêlho no chão e a gritar “Nããão, o meu colecção di cerveja!!!”. A gente deixou lá o chefe. O chefe tá parvo, onde já si viu? Si fosse á gente, nós lambia o chão do cubata pra bebé o cervêja!



Ra-ta-ta! Ra-ta-ta! Ra-ta-ta!

- Ups! Zé, a nossa entrevista acabou de ser interrompida. Deste grupo só sobrou um elemento. O senhor deseja prestar algumas declarações?
- Éu??? Éu tou nos fora!!!
- E pronto, Zé, parece que as forças da FDLR acabaram de se eclipsar. De Kivu, República Democrática do Congo, Márcia Henriques para a ITN.

 96 
 em: 20 Maio 2014 11:14:31 am 
Iniciado por Tempos Medievais - Última mensagem por Tempos Medievais
Acabámos de estabelecer uma parceria com a Plastic Soldier
Company:

http://theplasticsoldiercompany.co.uk/

A partir deste momento temos acesso a todo o seu catálogo.

Se tiverem interesse em algum produto, contactem-nos.

Obrigado
Rui Dias Sena - Tempos Medievais
www.temposmedievais.com

 97 
 em: 12 Maio 2014 01:48:29 pm 
Iniciado por Tempos Medievais - Última mensagem por Tempos Medievais
PROMOÇÕES

http://www.temposmedievais.com/Skraeling-Army

http://www.temposmedievais.com/Mounted-Viking

http://www.temposmedievais.com/Pack-28mm-Syrian-spearman-and-archer

http://www.temposmedievais.com/28mm-Seljuk-Infantry-and-Archer

http://www.temposmedievais.com/28mm-Sudanese/Bedouin-spearman-and-archer

http://www.temposmedievais.com/28mm-Sudanese/Bedouin-spearman-archer-and-cavalry

Limitado ao stock existente

 ;)

 98 
 em: 07 Maio 2014 11:33:28 am 
Iniciado por Tempos Medievais - Última mensagem por Tempos Medievais
JUGULA

http://www.temposmedievais.com/jugula

Alguém interessado?

Pré-reservas por MP ou e-mail.

 99 
 em: 05 Maio 2014 11:02:08 am 
Iniciado por JEspecial - Última mensagem por JEspecial
Ainda no tema de "mas este exercito é só cromos!" descobri hoje mais um

http://fr.wikipedia.org/wiki/Thomas_Alexandre_Dumas



Thomas Alexandre Davy de la Pailleterie, dito o General Dumas, que só o facto de ser um general negro seria o suficiente para lhe dar alguma notoriedade, mas não contente com isto, o nosso Thomas tinha 3 amigos de juventude ( Jean-Louis Espagne, Louis-Chrétien Carrière de Beaumont, Joseph Piston) e todos eles serão tambem generais do Imperio, que se conhecem quando acentam praça no regimento de Dragons de la Reine; e cujas aventuras e memorias serviram de base para "Os Tres Mosqueteiros.  (Apesar da acção se passar  a meio do seculo XVII, os eventos que a inspiram são da epoca napoleonica, assim camuflada por motivos politicos. Estava-se na época da Restauração e colocar a ação de "Os Tres Mosqueteiros" no Imperio causaria problemas ao autor...)

Escrito pelo filho do nosso Thomas!

Efectivamente este gereral é o pai do Alexandre Dumas

Só CROMOS!!!

 100 
 em: 28 Abril 2014 12:12:30 pm 
Iniciado por Tempos Medievais - Última mensagem por Tempos Medievais
Vamos acrescentar os novos produtos da Fireforge ao stock da loja.

Mongol Cavalry
http://www.fireforge-games.com/webstore.html?page=shop.product_details&flypage=flypage.tpl&product_id=494&category_id=54

Steppe Warriors
http://www.fireforge-games.com/webstore.html?page=shop.product_details&flypage=flypage.tpl&product_id=491&category_id=54

Sergeants-at-Arms
http://www.fireforge-games.com/webstore.html?page=shop.product_details&flypage=flypage.tpl&product_id=487&category_id=13


Cada unidade terá um custo de 27€. Se alguém estiver interessado, basta responder aqui.

Não esquecer que este mês de Maio, os custos de envio por correio registado, ficam apenas por 2,49€!
Continuamos a entregar em mão na zona centro de Lisboa!

Obrigado
Rui Dias Sena – Tempos Medievais

Páginas: 1 ... 8 9 [10]

Página criada em 0.377 segundos com 45 procedimentos.