ForumAJSP

Por favor Entre ou registe-se.

Entrar com nome de utilizador, password e duração da sessão
Pesquisa avançada  

Notícias:

SMF - Just Installed!

Autor Tópico: Mais um jogo em Rees, Março de 1945  (Lida 1453 vezes)

Faustnik

  • Associados e Convidados
  • Full Member
  • ******
  • Offline Offline
  • Mensagens: 110
Mais um jogo em Rees, Março de 1945
« em: 19 Fevereiro 2013 08:01:42 pm »

Kamaradas,

Mais um jogo de teste das regras 2ªGM, também ele enquadrado nas acções desenvolvidas em Rees, após a travessia do Reno pelas forças inglesas em 24 de Março de 1945.

Desta vez já uma situação diurna e, com as unidades envolvidas no tecido urbano…

Artur e eu controlamos as forças inglesas, enquanto o Pargana conduzia a defesa com os Paras alemães.

A mesa (1,2x1,2m) com uma maior densidade de casas – ainda que não inteiramente alemãs, são passáveis…

Vista do sector inglês

E do sector alemão.

Os pomares tinham visibilidade limitada a 7,5cm…



Primeiros movimentos cautelosos ingleses, aproveitando a máscara

Uma equipa de MG alemã, depressa descobriu o potencial de fogo de uma equipa Vickers…




O avanço inglês desenvolvia, em alguns casos com atrasos…


Primeiros ataques e assaltos, nem sempre a decorrer bem para os ingleses….

No sector da garagem, os alemães descobriram que não estavam preparados para suster uma secção de ingleses e…


… estes procuraram refúgio.

O jogo parou aqui, porque ambos os lados estavam algo exauridos de elementos e os testes de moral não foram grande coisa, por pediu-se uma reorganização e nova tentativa, no próximo FdS…

Talvez, com alguns reforços de forças e certos aspectos cénicos corrigidos…

Faustnik
Registado

Faustnik

  • Associados e Convidados
  • Full Member
  • ******
  • Offline Offline
  • Mensagens: 110
Re: Mais um jogo em Rees, Março de 1945
« Responder #1 em: 03 Março 2013 11:05:58 am »

Kamaradas,

Mais uma ronda de combate em Rees, desta vez sem grande alteração do cenário, mas com forças ampliadas e em termos cénicos, alguns aspetos corrigidos.

Desta vez Artur e Pargana como ingleses e Filipe e Filipe (Martins e Cunha) do lado alemão, com os paraquedistas.

A mesa (1,2x1,2m)


Algumas pequenas modificações, com a garagem a ser transferida, por causar pequenos problemas de interpretação de sectores de tiro, e colocada aí uma fábrica (produção do irmão do Artur) que preenchia perfeitamente a posição – esta fábrica não estava disponível da última vez que jogámos…



Os ingleses contavam agora com 4 secções, mais o comando de pelotão e uma equipa de MMG Vickers e de FOO (observador avançado) controlando morteiros  de 3”, isto no total de 10 equipas de  combate 8anteriormente tinham só 8 equipas)
Os Alemães, para além da sua própria equipa de FOO (morteiros de 8cm) receberam mais uma equipa de atiradores, tendo agora 7 equipas de combate.

Estando á defesa, os Filipes, distribuíram as suas forças tentando ocupar o máximo de terreno, ainda que a maior concentração se encontrasse nos sector dos pomares – neste jogo considerados como «bosques abertos» por isso não bloqueando linha de visão ou tiro – visto esperarem aí o principal esforço inglês.
Por sua vez, tendo um comando bicéfalo, os ingleses optaram por duas estratégias diferentes. Artur apoiando o esforço inglês com Tiros Supressivos numa primeira fase e, depois infiltrando-se em direção à fábrica e o flanco alemão.
Pargana, decidiu um ataque frontal ao longo da estrada, negligenciando a infiltração pelos flancos….

A primeira ronda começou, com os tiros supressivos, sobre as posições alemãs e, respctiva resposta.
Depressa se percebeu que ataques frontais não iriam ser a solução, com as forças moveis do Pargana – uma entre seis – a ficar logo Pinned…
 


Após esta primeira ronda de tiro e reações, as forças do Artur começaram a infiltrar-se pelo seu flanco, em direção á fábrica, sem grande oposição deva-se dizer..




Continuando a querer «furar» pelo centro e pela estrada, mais uma vez o Pargana envolveu todas as sua forças

Se por um lado a maioria das forças alemãs ficaram Pinned, e foram forçadas – por opção dos Filipes – a ocupar posições recuadas, a realidade é que o mesmo aconteceu às equipas do Pargana, que não pode avançar, tendo mesmo ficado «pregado» ao solo, com baixas substanciais, mas mesmo o problema foi a sua moral…


Apesar de todos esforços das equipas de apoio inglesas – aqui a equipa de MMG – não foi possível, mais uma vez avançar….



Se por um lado o Artur depressa ficou senhor do flanco, avançar para além disso dependeria do apoio central, que não se concretizou….

Mais uma vez as unidades inglesas regressaram ao ponto de partida para se reorganizar…. E a saga continua

A+

Faustnik
Registado
 

Página criada em 0.302 segundos com 35 procedimentos.