ForumAJSP

Por favor Entre ou registe-se.

Entrar com nome de utilizador, password e duração da sessão
Pesquisa avançada  

Notícias:

SMF - Just Installed!

Autor Tópico: Roma: e a tournée continua!  (Lida 1598 vezes)

jorneto

  • Associados e Convidados
  • Jnr. Member
  • ******
  • Offline Offline
  • Mensagens: 70
Roma: e a tournée continua!
« em: 18 Março 2013 10:58:27 pm »

E andando estes romanos em tournée pelo mundo, resolveram desafiar o califa fatimida, lá para as bandas da Siria e do Egipto.
E assim consûles, proconsûles e vizires formam os seus exércitos para a batalha.

Roma coloca a legião no centro, cavalaria gaulesa e uma pequena legião no flanco direito. À esquerda os scutarii iberos, cavalaria númida e outra pequena legião.
Os Fatimidas optam por colocar no centro a infantaria abid al-shira, no flanco esquerdo o grosso da cavalaria siria apoiada por mamelucos. No flanco direito colocam archeiros a pé, mamelucos e beduinos.

A batalha inicia-se e assiste-se a um avanço generalizado de ambos os lados. Menos ansiosa por avançar estava a infantaria fatimida que olhava para os legionários com alguma desconfiança.
Ficaram esquecidos (desprezados?) os archeiros islâmicos que rapidamente descairam para o centro e fustigaram com grande precisão uma das legiões... mas sem efeito! Ao que parece depois de terem passado pelo Japão e pela China, os legionários aprenderam umas técnicas “esquisitas” para interceptar flechas...
Entretanto, o momento decisivo da batalha: a chegada em marcha de flanco dos lanceiros beduínos e sirios. O efeito é devastador e rápidamente desaparece o flanco esquerdo romano.
No centro as infantarias chocam, com os romanos a obter vantagem. Os islâmicos dão a réplica que podem...
No outro flanco duros combates indecisivos durante algum tempo. Até que finalmente os mamelucos derrotam uma legião e os sirios e beduínos vencem a cavalaria gaulesa (sem poção mágica!).
A Vitória é dos crentes. Allah Akbar!

























Chega a marcha de flanco!!!




E disparam... e disparam... e... nada








Lá vão levar com as legiões...








Sandes de legionário


E outra sandes


e mais outra





Registado

jorneto

  • Associados e Convidados
  • Jnr. Member
  • ******
  • Offline Offline
  • Mensagens: 70
Re: Roma: e a tournée continua!
« Responder #1 em: 19 Março 2013 06:33:03 pm »

E o relato do romano... Aviso: primeiro vão buscar mantimentos e só depois é que começam a ler!!!

Domingo de manhã, os bravíssimos Late Republicam Roman, tiveram, mais uma vez, o ensejo de colaborar na passagem de modelos dos Fatimidas, organização Fatimodas, cujo dono foi o tatatatatatatatatattaravô da Fátima Lopes. Aliás, isto já tinha acontecido com a passagem de modelos militares de Japoneses, e também, embora não fosse o primeiro evento, uma passagem de modelos militares dos Condotta. O campo encontrava-se devidamente engalanado, havendo por todo o lado um cheiro a festa. Para variar, fora do recinto havia as tradicionais carroças com farturas, ginja, bifanas e outras iguarias, e, claro o tintol e a cerveja a jorrarem pelas gargantas secas. Nos bastidores ultimavam-se os últimos retoques, posições no campo, os modelos nervosissimos rezando para que tudo corresse bem. Soado o apito, lá foram todos para a passagem dos respectivos modelos. Do lado Fatimida, apresentaram-se, do seu lado direito, um BG de cavalaria ligeira com lança, mais outro BG de cavalaria salvo erro também com lança e arco, e mais metido para o interior um interessante BG de archeiros, a 8 bases, lindérrimos, com turbantes azuis, mais pareciam papoilas saltitantes...Do lado esquerdo Romano, opondo-se directamente a estes infiéis vindos de Fátima salvo seja que até perco o norte a tudo isto, os Romanos ehehe, os Romanos apresentavam........... Scutarii e Númidas........, scutarii com 2 BG de 6bases e Númidas num LF a 6 bases com arco e LH a 4 bases. Lá escondidinho atrás, tinham um BG de legionários topo de gama a 4 bases (levavam a recomendação técnica de não correrem muito, porque senão enchiam-se de pó e portanto..pronto).
O centro ?0)(/&(&%() Fatimida, (acho que quando deram esta lição, os Fatimidas faltaram), portanto o centro, não tinha centro!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!! Tinha quando muito, um centro esquerda, sem volver, senão era para a direita, e portanto dois BG de Spear a 8 bases, tendo nas suas fileiras, nas últimas filas arqueiros ligeiros.... Os Romanos, tinham 3 BG de Legionários topo de gama, a seis bases cada..., no centro!!!!!
Na esquerda Fatimida, direita Gaulesa, digo Galo-Romana, na esquerda Fatimida era muita gente. Ele havia Lanceiros, pelo menos 2 BG, uma LH igual à do flanco direito, mais uma cavalaria sem lança, todos juntinhos, excepto os ligeiros que foram logo de seguida a galope armados em parvos. Os Romanos, Galo, Romano, Galo, porque eram 1BG de cavalaria Gaulesa, mais um BG Romano a 4 de infantaria xpto, e mais um BG de...de... cavalaria Gaulesa, eheheh.
Bem, o Comandante em chefe Romano, o Avé Cesar, cheirou-lhe logo a esturro, pensando com os seus botões (então vêem estes gajos passar modelos, com tão pouca gente???hummmm). Então ordenou que fosse extinto o fogo nas brasas, o cheiro até podia ser dali, onde se iria encher a pança de roliços qualquer coisa, seguida de uma monumental orgia ao ar livre, óbviamente, depois de se terem despojados dos fatos muito recentemente recebidos, e portanto, havia que acautelar o material, porque a crise, e o sestércio que andava pela hora da morte, enfim.
O Arengador de serviço, do alto do seu palanque, anunciou que estava inaugurado o evento. O objectivo era os Romanos atingirem o campo dos Fatimidas e vice versa, para que todo o público pudesse ver a qualidade das vestes apresentadas. Depois isto deu para o torto, que aquilo estava muito mal ensaiado, paga um gajo um balúrdio para assistir a um espectáculo em que ninguém se mexe ou mexe pouco, tipos que até a respirar se cansavam, enfim. Ah e eram punidos com a saida imediata do espaço de desfile, aqueles que o arengador considerasse, por atitude ou comportamento ou por tudo e por nada, persona non grata no evento.
Vamos ao que interessa
Sairam os Romanos todos firmes e hirtos, os Gauleses, enfim, assim mais para o bêbado, os Scutarii abarbataram logo um terrenozito que para ali havia e os Númidas, completamente perdidos no meio daquilo tudo, nem andavam nem desandavam, antes pelo contrário, e logo o arengador expulsou os ligeiros númidas a pé, por estarem a causar engarrafamentos monstros. Lá sairam eles pela lateral do seu lado esquerdo, de monco caído, maldizendo a sua sorte e queixando-se do arengador, que era um vendido e tal, porque eles até estavam no seu local...Os Romanos lá atrás, tentavam até nem porem os pés no chão, porque aquilo era uma poeirada, que ninguém merecia... No centro os garbosos Romanos avançavam, não viam ninguém à frente, mas isso também não interessava muito, afinal estavam ali para desfilar e desfrutar...No lado direito, os Gauleses e os Romanos trocaram-se todos. enfim, levantaram celeuma e poeira tantas, que o arengador estava com eles pelas barbas... Bem, o avanço Romano foi este. Os Fatimidas mandaram logo aquela cavalaria toda do seu lado esquerdo avançarem, a trote, porque o material era todo muito novo, ainda não tinha dado de si, cuidados e caldos de galinha nunca fizeram mal a ninguém, dizia o outro, aquele, pois...
Os cavaleiros ligeiros desataram numa correria desenfreada para a sua ala esquerda, tendo imediatamente levado uma ripada do arengador, que achou que eles não estavam a cumprir a sua entrada como treinado. Enfim, ficaram tão tremeliques, que não sairam mais daquele sítio, até ao fim do desfile. O centro??????????? Fatimida deixou-se lá ficar, aquilo eram turbantes, túnicas de fino algodão egipcio, que se diz que é, pronto, diz-se, todas tingidas, umas no mar vermelho e outras em mares doutras cores, estava realmente uma delícia, aquela zona do desfile. Os de Fátima do lado direito, mexeram-se, tipo, damos aqui uns passitos, pomos os cavalos a fazer salamaleques e vamos para casa... os do arco, vinham extasiados, punham o arco para a frente, para o lado, para o alto, ele eram arcos que caiam no chão, uns vaidosos...
Uns tempitos depois, aconteceu o que o Avé Cesar tinha cheirado, o tal esturro. Pois não é, que do flanco esquerdo Romano, POR DETRÀS dos Romanos, entram dois BG de Cavalaria com lança, lá dos de Fátima???
Aquilo ficou ao rubro, tudo ao empurrão e a esbracejar, lá foi o Avé Cesar junto do arengador, que não podia ser, estas coisas sem avisar, que aquele lado estava tão perfeito, tirando lá os Númidas que já tinham ido embora, porque os seus rapazes estavam muito aborrecidos, sobretudo porque nunca foram habituados a verem tipos pelas costas, que é perigoso, ainda por cima os cavalos, que estreavam as ferraduras Salam Sahid Incorporated, com pregos Hebreus, com a qualidade comprovada há já uns séculoszitos atrás. Os arreios eram Mouhamed Mustafa, tudo para cavalos, importados directamente das terras para ocidente da Tunísia, onde se diz, diz-se... Já agora, as fatiotas dos cavaleiros todos, aquilo era quase tudo igual, os cavalos eram todos castanhos, enfim, uma monotonia. Os penduricalhos e demais materiais, eram oferta da Empresa, “querida, mudei a pileca”, predessessora dumas coisas parecidas, que existem ainda no nosso tempo. Aquele lado direito Fatimida era patrocinado por Agência Funerária “Já cá cantas” Funerais individuais e por Grosso com desconto de 10%. Mumificações, faça duas, pague uma (nunca entendi isto, cantavam como, se já tinham perdido o pio)?
Bem, o arengador balbuciou, arengou, desfez-se em explicações, desceu do palanque, que não, aquilo fazia parte do espectáculo, era um patrocínio que não se podia recusar, que o Avé Cesar consultasse os seus Deuses, que não havia nada de mal...mais vencido do que convencido lá foi o César para o seu posto, pronto para retomar o desfile...
Os Fatimidas, assim que chegaram aqueles cavalos todos, começaram a empurrar os Scutarii, que lá dentro lhes tinham dito que agora aquilo era tudo deles, e tal... os Scutarii ainda vacilaram, que não, era chato, depois o Cesar, e os Fatimidas, eh pá, mas vocês aceitam ser comandados por um Romano?? que sim, que ele até era bom rapaz, um narizito empinado, mas pronto, coitado...às tantas, dois ou três começaram ao estalo, muito burburinho, o arengador possesso que não se fazia ouvir por ninguém, e pronto, lá foram os 2 BG de Scutarii “mas para quê que eu me meto nisto?? tinha lá ficado no barraco, com sorte ainda comia a minha gaja”, “ que coisa bruta, gemia outro, tinham-me dito que no sítio onde eu iria estar, não haveria cavalos, que assim não....!!!!!
Uma horita e meia depois, já a coisa se tinha baralhado toda... Os Romanos do lado esquerdo foram expulsos pelo arengador, porque não abrilhantaram devidamente o esforço que os rapazes que passavam os modelos do seu lado, aquilo deveria ter havido mais rigor, mais força, enfim, atitude, atitude!!! Os Romanos sairam chatiadíssimos com aquilo, os outros gajos eram uns vaidosos, o Avé Cesar não se devia meter nestas coisas, devia ter incluido no contrato cláusulas em sua proteção, uma vergonha, o que é que ia dizer à Maria, ganhava sempre, e agora, qual a explicação??? O BG de cavalaria ligeira númida, acabou como começou, atarantado, galopava para a frente, para trás, para os lados, andavam inebriados, nunca se tinham visto em tais andanças...
No centro, ao fim de algumas horas de marcha forçada, lá chegaram os Romanos ao pé daqueles tipos do centro esquerda lá dos fatimidas. Um dos grupos tinha tido sempre atrás de si aqueles sarnas daqueles arqueiros cheios de salamaleques e piadas parvas. Bem, chegados lá, só 2 BG, o terceiro estava numa amena cavaqueira com uns cavaleiros sem lança mas com arco dos Fatimidas, o do meio foi meter-se com os outros tipos, iam de regua e esquadro, e tentavam provar que os outros estavam exactamente no caminho por eles traçado para chegaram ao outro extremo da mesa. O Arengador ouviu as duas partes, e que sim, que os Fatimidas estavam expulsos por bloquearem o caminho aos Romanos. O BG do lado esquerdo estava com os sarnas por detrás, e com o outro BG dos vaidosos pela frente, aquilo era uma discussão pegada, pelo mesmo motivo do do outro, que estavam a tapar o caminho, que não, que não sabiam fazer contas, eles estavam na posição correcta, os sarnas a gozarem, por trás, e o arengador que disse que já estava farto daquilo, que se calassem todos, sobretudo os Romanos, que estavam a um ténue fio para serem corridos. O BG de Romanos mais a cavalaria Fatimida tomaram-se de razões, os Romanos diziam que eles não sabiam andar a cavalo e que estavam a torturar os animais, que eram umas alimárias montadas noutras alimárias, o arengador ia a passar, ouviu, e não esteve com meias medidas, Romanos OUT. Na ala, os ligeiros Fatímidas viram a cena, desataram aos gritos, e o arengador já completamente fora de si ordenou que se calassem, porque havia só um fio que os mantinha ainda ali no desfile...
Bem. depois foi o regresso a casa, cansados moídos, remoendo o estafanço, a péssima qualidade do tapete do desfile, os bons adereços utilizados, enfim, afinal um resultado que não deslustrava, pois então, não custava nada dar a mãozinha de vez em quando a estes bárbaros, infiéis, uns pobres diabos...



Registado

FMartins

  • Associados e Convidados
  • Full Member
  • ******
  • Offline Offline
  • Mensagens: 190
Re: Roma: e a tournée continua!
« Responder #2 em: 21 Março 2013 09:37:55 pm »

isto foi um verdadeiro épico! E os fatímidas, verdadeiros descendentes de Maomé, só tinham mais é que fazer sandes de coiratos daqueles porcos dos romanos.

Apenas um "pequeno" reparo: É PÁ, AQUELES BEDUÍNOS E OS GHILMAN DEVEM SER MEIO ANALFABETOS, NÃO?!? É que as suas bandeiras têm as letras DE CABEÇA PARA BAIXO!!!

Sorry mas eu não resisti!  ;D
Registado
 

Página criada em 0.059 segundos com 35 procedimentos.