ForumAJSP

Por favor Entre ou registe-se.

Entrar com nome de utilizador, password e duração da sessão
Pesquisa avançada  

Notícias:

SMF - Just Installed!

Autor Tópico: A 3ª AD em St Lo  (Lida 1444 vezes)

FMartins

  • Associados e Convidados
  • Full Member
  • ******
  • Offline Offline
  • Mensagens: 190
A 3ª AD em St Lo
« em: 09 Junho 2013 01:32:35 pm »

Há já algum tempo que não se escreve aqui nada de nada, não por culpa da falta de jogos (enfim, houve uma ou outra balda, mas foram casos episódicos), mas sim porque o GM/relator do costume “tem estado com falta de tempo”, que é a expressão politicamente correcta para dizer “tenho andado na sorna”.

Ontem os modelos do Artur voltaram a dar um ar da sua graça num cenário passado nos arredores de Saint Lo representando um encontro de forças de uma coluna blindada norte-americana e um contra-ataque de um KG alemão igualmente blindado.  As forças eram mais ou menos equilibradas, com alguma vantagem qualitativa para os alemães.

Nesta acção tomou parte o cowboy Lafayette (não, não é esse Lafayette, é o outro, o Lafayette G. Pool!) , com o seu chapéu de aba larga, botas mexicanas e Colt Peacemaker à cintura.

A mesa de jogo era caracterizada por um extenso bocage cortado por duas vias que interessava controlar. O objectivo norte-americano era chegar ao outro extremo da mesa ou então, correr com os alemães dali para fora. 



Aqui, um belo depósito de água “tipicamente francês”, construído pelo irmão do Artur.



Optei por uma aproximação em três vias colocando um carro e um “blind” na estrada, dois carros + 1 halftrack ao meio e outros dois+“blind” na direita. Infelizmente o terreno não dava para mais e dificilmente conseguiria apanhar o flanco adversário.


O Artur e o Luís Reis avançaram com dois carros e um “blind” pela estrada e com os restantes efectivos através de umas sebes e um pomar, o que foi a minha sorte pois os carros ficaram meio atascados e um 251 ficou verdadeiramente atolado. Viria mais tarde a fazer parte do rol do armamento capturado nesta operação.


O primeiro grande duelo foi entre um StuG IV muito bem posicionado e três Shermans, que entraram sucessivamente em combate.



A primeira oportunidade de tiro, com um carro muito bem posicionado no flanco do inimigo, foi minha mas com três rolls de 2, achei que a tripulação daquele Sherman devia estar meio enfrascada. A sorte é que os alemães também deviam ter bebido schnapps, que não acertaram um tirinho sequer. Os outros dois carros dispararam em sucessão mas sem qualquer efeito. A seguir juntou-se-lhes uma equipa de observadores avançados de... morteiros (!) que, numa primeira salva, nada fizeram, mas numa segunda danificaram a peça do StuG.



Entretanto chegavam-se à frente mais carros alemães e as coisas começavam a ficar difíceis. Na estrada, um Pz IV danificou a peça de 75mm de um Sherman, que se viu obrigado a tomar refúgio por entre as sebes; no pomar, um segundo Pz IV começou a fazer fogo sobre os meus carros, e do lado direito, um Panzer maroto começou a ameaçar-me o flanco...




Foi então que as coisas correram bem. Mesmo muito bem! Numa sucessão, o StuG foi destruído e um novo Pz IV, colocando o narizinho de fora, foi eliminado por um Sherman bem colocado, que teve de mudar de posição para se opor ao Pz IV que estava a ganhar o flanco às minhas forças (bem que ele se fartou de disparar, de lado e tudo, mas o meu Sherman lá se aguentava à força de dado...).





Noutra troca de tiros, novo Pz IV destruído, mas um dos meus  carros ficou imobilizado e, para todos os efeitos, inop.  Mas no turno seguinte, foi a vez do Panzer IV no meu flanco direito ficar imobilizado, o que ditou, por fim, o falhanço do contra-ataque alemão.



Victória, Victória, acabou-se a história!

« Última modificação: 16 Junho 2013 07:12:52 pm por FMartins »
Registado
 

Página criada em 0.222 segundos com 33 procedimentos.